Siga por Email

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

O futuro pertence a Deus




Houve um tempo em minha vida que passei por uma crise profunda em que tive a impressão, aliás, "a certeza"  de que Deus havia se esquecido de mim.
Por mais que os santos de Deus próximos  me dissessem: “Tenha fé, Deus está contigo neste problema”, isso  não parecia se encaixar em nada que minha mente racional acreditasse.
Simplesmente era impossível eu acreditar no amor de Deus, (pelo menos pra mim naquele instante) obviamente baseado na situação que eu estava vivendo.
Como todo homem natural eu só tive  a oportunidade conhecer duas coisas; o passado e o presente (ainda não fabricam uma bola cristal confiável, rsrsrs) e o futuro é uma incógnita a todos. Qual é o propósito de nossa vida, ou o que o futuro nos reserva?
Talvez seja esse o grande problema de muitas pessoas, a incerteza do futuro. É muito fácil você ter fé e ver propósitos definidos quando está passando por águas calmas, quando tudo vai bem, qdo os problemas são de fácil solução, difícil é manter essa mesma fé  quando as coisas se complicam. 
E não é difícil de compreender o motivo; infelizmente por conhecermos apenas duas faces do tempo, passado e presente, a incerteza do futuro nos afeta profundamente.
Nessa hora não adianta citar verdades do tipo; “O futuro pertence a Deus, Ele cuidará de você, Deus é bom” e outras verdades inquestionáveis, porque nada, nada, ficará retido em sua mente. 
Tudo que você conhece é seu passado que pode ter sido péssimo ou ainda a situação presente que também pode estar péssima, então racionalmente falando; quais seriam as possibilidades do futuro ser melhor? Onde eu busco fé para crer nisso, crer que Deus está nesse negócio cuidando de mim?
Estamos sendo levados pelo mundo (e o diabo) a crer no que vemos, a buscar o que sabemos e conhecemos, buscar coisas do mundo e para o mundo; saúde, dinheiro, felicidade, sucesso e como diz Eclesiastes; vaidades! Quando não conseguimos ou passamos por situações contrárias a esta busca decepcionamo-nos.
É natural que tal fato ocorra? Sim, claro, é natural, somos carne sentimos na carne e nossos olhos de carne não conseguem vislumbrar o verdadeiro propósito de nossas provações. Crer em Deus nesta hora em que tudo vai mal é muito difícil, pois estamos olhando humanamente nossa situação.
Então diante de tantas incertezas e porque você tinha um conhecimento prévio de que Deus existe, vem aquela pergunta; “Como conhecerei os propósitos de Deus para meu futuro?
Poderia aqui ficar rodeando e dar pelo menos umas três respostas diferentes, mas respondendo de maneira direta e objetiva a que faz mais sentido para mim: Você a achará em Deus!
Infelizmente nós nos guiamos pelas circunstâncias e elas não refletem necessariamente o pensamento e o desejo de Deus para nossas vidas. Você já parou para pensar  que no máximo os 100 anos que você viverá nessa terra, não é nada perto da eternidade que Deus preparou para você? Eu tenho lutado constantemente contra o pensamento que me leva planejar o futuro, porque quanto mais eu penso nisso; em envelhecer, ficar doente, dependente de outras pessoas, sistemas de saúde, aposentadoria, tudo que a idade trás, fico aterrorizado e menos oportunidade dou a Deus de trabalhar em minha vida e ainda por cima sofro por antecipação.
Não conseguimos compreender que essa vida e o tempo que vivemos nela é apenas uma graduação para eternidade. 
Queremos viver intensamente ou fazendo como a formiga,  guardando provisões para os dias ruins e conquistando objetivos que nada adiantarão para essa vida e muito menos ainda para a eternidade com Deus. Essa falta de compreensão espiritual nos leva muitas vezes a cegueira nos impedindo de enxergar os verdadeiros propósitos de Deus. Mesmo que aparentemente não exista nenhum, Deus tem um propósito para cada um de nós, e nesse propósito seremos recompensados a Sua maneira; senão nesta vida, na próxima.

Em nossa sociedade as pessoas em geral buscam  seus propósitos tentando encontrar sentido para sua vida, anseiam encontrar no dinheiro, trabalho, nos estudos, no amor, nas boas ações  humanitárias e até mesmo na religião um motivo para sua vida. Não que isso não seja licito, mas para muitos isso se torna "o tudo". O propósito da vida de muitos é ser o melhor dos melhores naquilo que ela faz, chegar no topo do ranking, mas isso é apenas mais uma ilusão do diabo pois não existe nada lá, aliás, não existe nada em lugar nenhum onde Deus não esteja. Ao mesmo tempo, como disse John Lennon; “Deus não estava em lugar nenhum que não fosse dentro de mim.”  De certa maneira ele estava certo, Deus está dentro de você qdo você realmente O aceita.

Por que eu estou falando da ilusão do mundo, o que isso tem a ver com a minha falta de fé nos bons propósitos de Deus?  A ilusão gerada pelo mundo me impede de fortalecer minha fé em que a vontade de Deus é boa para minha vida. Posso garantir que é absolutamente impossível encontrar a Deus e suas respostas se não nos esvaziarmos e nos sujeitarmos a Ele incondicionalmente. Sujeitar se a Deus é posicionar se debaixo de seu poder e assim tornando nos aptos até mesmo lutarmos contra o mal e enganos do diabo; “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”.

Sem estar em conformidade com Sua vontade é também impossível que eu possa refutar os apelos do mundo e das coisas terrenas com as quais o diabo usa para nos fazer a perder a visão do Reino. “ Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força de seu poder. Revesti-vos de toda armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo”

Um abismo leva a outro abismo, quanto mais eu desejo as coisas do mundo, mais alimento  a visão de “um deus que nos serve” e  evidentemente a fé no Deus verdadeiro se esvai de meu corpo, pois sutilmente trocamos Deus por Mamom. Deuses de pedra e barro não respondem orações e não renovam nossas mentes e espíritos. A fé em Deus pelo que Ele pode me dar transforma-O em um servo de nossas vontades, qdo deveria ser justamente o contrário.

Nossa “fé perdida” pode ser recuperada se verdadeiramente nos submetermos a vontade de Deus. Ele conhece nossa vida, nossos anseios e ouve nossas orações mesmo qdo não ouvimos Sua voz. Em Seu silencio Ele ainda nos conhece e ama, porém nada fará a não ser que tomemos a atitude de romper as frágeis e sutis amarras da falsa segurança com as quais temos  nos enganado. Colocamos nossa fé na força de nosso braço e nossa segurança no que queremos alcançar deixando assim seus cuidados em segundo plano. Mas é possível restabelecer esse elo perdido com Deus nos tornando novamente amigos de Jesus:  Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. 14 Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. 15 Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer”
Temos fé que nossos amigos físicos nos ouvirão qdo a eles falarmos pessoalmente, imagina termos um amigo como Jesus?
Não se deixe cegar por falsas visões e promessas do diabo. Achegue se a Jesus, peça perdão, fé para crer, visão espiritual de seu Reino e clareza nos propósitos que Ele tem para sua vida.
Não sofra por antecipação; viva apenas o hoje sabendo que o amanhã com Deus é melhor que o amanhã que você poderia construir com suas mãos.
E se teus pecados forem tão numerosos que você não pode mais contar; apenas confesse-os ciente que o amor de Deus e o seu perdão é muito maior que todos os pecados do mundo.
Receba o gratuito amor de Deus e refute todas as propostas e promessas sutis do diabo. Creia e entenda que sua vida não acaba aqui, mas que ela é tão eterna qto o próprio Deus. Seu propósito na vida não pode ser compreendido por sua mente humana a menos que Deus te faça compreender.
Qdo estiver submisso a Sua vontade busque-O, clame a Ele por respostas, e Ele com certeza mudará sua vida!

Que Deus abençoe sua vida e nos dê a todos a compreensão do verdadeiro propósito que ele tem para cada um de nós!

Nelson Filho