Siga por Email

sábado, 31 de dezembro de 2016






                                            
"Falhei na vida"

Nesse ano tão conturbado que tivemos não só no Brasil mas no mundo todo, com muitas pessoas sofrendo por todas as partes e um sentimento geral de abandono das autoridades, governos e crise sem fim;  passei por muitos problemas  lutando contra um pensamento que tentava crescer em minha mente: Fracasso!
Muitos de nós falhamos diariamente  em objetivos que traçamos por pensar ser o melhor e de tanto falhar chega um momento em que toca o sino e vem aquele sentimento: Sou um fracasso, não sirvo para nada! Mesmo que lutemos contra esses pensamentos, é difícil estabelecer uma posição de vitória quando as consequências de seus atos e decisões mostram justamente o contrário.

A primeira atitude que tomamos nessas horas é que verbalizamos a nós mesmos; “falhei na vida,  sou um fracasso .“
Você já disse isso a si mesmo alguma vez? Já se questionou se sua vida até o dia de hoje foi em vão? Que poderia ter feito muito mais e melhor porém deixou a oportunidade passar?  Seja em nosso trabalho, nos estudos, na criação de nossos filhos; não fizemos o que deveríamos ter feito na hora correta,  ou as decisões que tomamos surtiram o efeito contrário e hoje não há mais tempo para voltar atrás, e assim, continuamos concluindo e assumindo sua inutilidade e incapacidade.

É assim que você se sente?
Quantos de nós já dissemos isso. Sim muitos de nós; “velhos” de 60, 50 ,40 e  até de 30 anos, lamentamos o nosso “fracasso!" 

        O sentimento de fracasso é para muitos um moinho de bois, que rodando vai moendo incansavelmente os grãos da certeza,  girando, moendo junto com os pensamentos nosso coração e qualquer esperança no futuro. A grande pergunta  que nos atormenta, é por que fracassamos, ou melhor, por que não agimos como deveríamos na hora certa para evitar a derrota?  Nesse momento pode brotar um sentimento de arrependimento toma conta de nossas mentes.
Junta se a outros sentimentos e um turbilhão de  toma conta de nós, um misto de arrependimento, incapacidade, desilusão, tristeza e desesperança. Vc está sufocado e sua vida é um fardo quase insuportável, é assim que vc se sente?

        Bem, eu queria lhe dizer algumas coisas, a primeira delas é: Bem vindo, vc não está sozinho! Milhões de pessoas mundo afora sentem se iguaizinhos a vc, mesmo que não aparentem; pode ser seu vizinho, seu colega de trabalho, pessoas que cruzam na rua, no transito, podem ter o mesmo sentimento interno e mesmo que não demonstrem.

        A segunda coisa que eu quero te dizer; o fracasso é apenas subjetivo, ou seja,  depende de como vc se vê, se enxerga. Vivemos em um mundo de exclusão social onde as pessoas nos avaliam pelo que temos materialmente, pelo que fazemos, como nos comportamos em grupos onde somente os iguais ou melhores podem fazer parte, por este motivo exigimos  muito de nós mesmos para nos encaixarmos, quando falhamos neste intento, sofremos.

      O que acontece com nossas vidas nem sempre depende de nossas escolhas ou atitudes, nem de nossa vontade. São inúmeras, incontáveis variáveis que não podemos controlar e que começam no país, época, cultura, hora, lugar que estamos e somente às vezes dependem das atitudes que tomamos. Esses dias li um livro sobre um soldado que estava num abrigo e uma bomba caiu a distancia de  20 metros, onde os outros soldados amigos dele estavam. Ele deixou o abrigo imediatamente e foi ver se os amigos haviam sobrevivido, quando ele chegou ao local, viu todos amigos mortos. Nesse exato momento caiu uma bomba no abrigo de onde ele havia saído, ele retornou e viu todos também mortos. A sua vida e a dos outros soldados não dependia do que ele fazia, mas de fatores alheios a sua vontade. Existem coisas que não podemos prever, não depende de nós e da nossa vontade.

      Falta nos a compreensão da eternidade e de que o sucesso é meramente transitório, passageiro. Muitos lutaram pelo sucesso e glória; quantos ditadores  sonhavam com essa glória que por pouco tempo tiveram, mas que levou ao fracasso e destruição pessoal deles próprios no final. Quantos outros famosos e celebridades definharam insatisfeitos depois de ter vivido anos de glória? A glória e o sucesso de ser o que não somos, nos cega para enxergarmos a glória de sermos o que realmente somos: Amados por Deus e dependentes de Seu amor.
Quando conseguimos enxergar a eternidade reservada,  nossa frágil e finita vida mesmo com tantos tropeços torna se bem mais leve.

     A terceira coisa que quero lhe dizer é que devemos aproveitar nossa incapacidade de poder sobre nosso destino. Nossa incapacidade e desanimo devem ser nossos aliados aproximando nos de Deus para assim conseguirmos um estado mental fortalecido e continuarmos nossa jornada. Creio que Deus poderá lhe ajudar a caminhar mesmo diante de seus tropeços. Você não precisa conviver com esse sentimento,  não precisa e não deve lidar com essa dor, pelo menos não sem ajuda do Pai.

“Apesar disso, esta certeza eu tenho: viverei até ver a bondade do Senhor na terra (dos viventes).
Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor.”
Salmos 27:13,14

     Nem mesmo o  desespero, ansiedade, desilusão, solidão, tristeza, falta de disposição  deve lhe afastar do desejo de vencer juntamente de Deus. Pelo contrário, desespero e incapacidade lhe colocam na posição em que a voz de Deus transforma se  mais audível, mais fácil de ouvir, mas é necessário que você creia. Mesmo que tudo desmorone ao seu redor e o choro seja seu maior companheiro, creia!
     Mesmo que sinta se no vale da sombra da morte e sua tristeza não tenha fim, creia!
Das profundezas de seu amargo e solitário sentimento, saiba que Deus está de ouvidos abertos para te ouvir e mudar o que está de errado em seu coração e mente.  Mas você tem que crer, ter paciência e coragem, não se ganha a batalha se não  sair a lutar. Lute crendo na vitória  com oração,  determinação e principalmente não lute sozinho, lute com um Amigo que não nos abandona jamais e conosco compartilha a vontade do Pai;

Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu senhor; mas Eu vos tenho chamado amigos, pois tudo o que ouvi de meu Pai Eu compartilhei convosco.
João 15:15
Lute essa batalha com Jesus, Ele está esperando seu convite e não te desamparará!

    Para terminar essa curta reflexão eu espero e oro para que você  que está lendo e todos os que estão buscando conforto para suas aflições possam encontrar ajuda, paz e aconchego do Único que tem poder para mudar e moldar nossas vidas.

    Que o Senhor Deus abençoe a todos nós!


Nelson Filho  31/12/2016