Siga por Email

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Massinha de modelar











É incrível o que uma criança pode fazer com uma simples massinha para modelar. Meu filho de seis anos consegue criar as mais diversas figuras de cores e formas diferentes, e que segundo ele próprio, vem de sua imaginação.

Vendo tanta criatividade, tanta diversidade de formas que podem ser criadas a partir de uma substância tão simples como uma simples massa colorida, não posso deixar de pensar o que alguém que já não tenha mais seis anos de idade possa fazer com uma estrutura muito maior e infinitamente mais rica como a Bíblia.

Criatividade, esse o problema.
Não compete ao homem criar mensagens baseadas na palavra de Deus de acordo com sua criatividade, de acordo com os propósito de sua mente, coração ou vontade do que as pessoas querem ou gostam de ouvir.
A palavra de Deus é definida, não pode ser moldada ao nosso prazer ou vontade. O Evangelho é uma verdade que já esta definida e é imutável, não existe margem para interpretações, ou lidamos e proclamamos a verdade nele contida ou pregamos com nosso entendimento falso e capenga.
É grave pois ninguém será salvo ou alimentado através de uma falsa pregação do Evangelho e disso daremos conta; se o fizermos ou permitirmos que outros façam debaixo de nossa aprovação.

“O mensageiro que fora chamar Micaías falou-lhe, dizendo: Eis que as palavras dos profetas, a uma voz, são favoráveis ao rei; seja, pois, a tua palavra como a de um deles, e fala o que é bom.
Micaías, porém, disse: Vive o Senhor, que o que o Senhor me disser, isso falarei. “


Micaías não inventou nada, logo, nem mais nem menos do que a palavra de Deus; pura sem mistura, devemos proclamar aos corações ardentes por uma migalha de verdade reveladora e transformadora.

Os necessitados espirituais batem a porta de igrejas, sentam em seus bancos para ouvirem e se alimentarem de algo que lhes sustente ou lhe dê a vida, e o que recebem?
Uma palavra distorcida, mirabolante, capaz de despertar os mais impensados desejos de bênçãos materiais aos que ouvem, no entanto não frutificam no coração, não germinam para a salvação pois são sementes mortas.

Diga me, vc já esteve em algum lugar ou ouviu alguma pregação tão surreal, tão extrema e tão inacreditável que vc pensou que fosse o próprio Forrest Gump que estivesse pregando?
Qual foi sua reação?
Ficou indignado, foi surpreendido, ficou atordoado com tanta inventividade?
Vc que é crente, que conhece a palavra de Deus pode ter tido naquele momento qualquer atitude alheia ao que lhe foi pregado e deixado passar em branco, como diria o velho ditado; “Entrou por um ouvido e saiu por outro”.

Só que o problema não é com vc pois isso não te afeta, o problema não é comigo pois isso também não me afeta, mas o problema é com quem precisa ouvir a verdade.
O problema é de todos os famintos por uma gota de palavra que os alimente, que gerem a verdadeira vida que somente o Senhor Jesus pode dar.

Nossa posição deve estar firmada no que cremos ser a verdade bíblica. Se existem questões complicadas que podem ser discutidas, falemos delas de modo apropriado, no entanto jamais; nunca poderemos pregar ou aceitar um Evangelho pregado sob um ponto de vista ou opinião humana distorcida, o único Evangelho ou pregação que deve ter valor ou aceitável é aquele que é pregado com a mente de Deus.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

"Diga aos ricos deste mundo que..."











“Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição."



Parece um contra-senso, mas mesmo depois de tantas advertências a respeito da corrupção que as riquezas podem promover em um homem levando o a perdição, grande parte da chamada igreja está atrás desta mesma riqueza.

Já perceberam a quantidade enorme de crentes que estão atrás de riquezas e bençãos materiais?

Se Paulo entrasse numa igreja e dissesse: “Não procurem por riquezas ou dinheiro pois este é a raiz de todos os males”.
Certamente ele seria encarado por muitos lideres como um homem nocivo aos propósito da igreja atual, igreja esta que vive em um ambiente de extrema ostentação e poder financeiro e onde quem não detém esses recursos é taxado de sem fé.

Aliás, por falar nisso, estou tentando lembrar me se alguma vez já ouvi algum pregador ou algum sermão onde essa citação paulina tenha sido pregada, e realmente confesso que não me lembro...

O fato é que não é pecado possuir bens materiais ou riqueza, o mal reside em aplicar essas riquezas em seu coração ao invés de usa-las em beneficio do Reino de Deus (os mais necessitados podem fazer parte deste mesmo Reino)

“Ouvi, meus amados irmãos. Não escolheu Deus os que são pobres quanto ao mundo para fazê-los ricos na fé e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?”

De fato, ser rico vai além do dinheiro e das propriedades materiais que alguém possa ter, ser rico requer desprendimento material e coração convertido para o bem, ser rico consiste em dar até mais do que recebestes, dar também a tua túnica quando te pedem tua capa. Ser rico é ser sábio e compreender que Deus dono de todo universo te chamou para um Reino espiritual onde as coisas materiais são apenas passageiras.

Que o Senhor esteja conosco sempre!

Remindo o tempo.







Senhor, ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios... sacia-nos de madrugada com a tua benignidade para que nos alegremos todos os dias da nossa vida"

O tempo é o bem mais valioso que temos.

Quando chegamos a uma certa idade começamos a dar mais valor a esse precioso e limitado bem ao qual nossa vida flui através dele.
Este elemento conduz nossa vida, e esta é um barco que flui através do rio do tempo.

O tempo vale mais que dinheiro, que ouro e prata; mais do que qualquer riqueza conhecida. Quantos milionários não dariam tudo o que tem por mais um suspiro de vida?

Ainda temos tempo? Sim, ainda temos o dia de hoje ao qual levantamos de nossas camas e agradecemos a o Senhor pelo sol e pela chuva que cai sobre nossas cabeças.

Temos o dia de hoje para amar as pessoas e dizer lhes que nem tudo está perdido, para dizermos as pessoas que existe um Deus no controle de todas coisas, um Deus benigno que as ama sob qualquer circunstancia.

Não gaste seu bem mais precioso, com ódio, inveja, ressentimentos, antes; gaste o amando a quem quer que seja, adicionando em sua vida o principio universal do bem que é a bondade, integridade e amor incondicional.
Se vc eu fizermos isso, talvez nos últimos instantes de nossa vida, possamos nos recordar dela sem arrependimentos das coisas boas que poderíamos ter feito.

Que Deus nos abençoe a todos e que derrame amor em nossos corações!

"Eu não bebo cerveja"








"Eu não bebo cerveja pois dou testemunho bom de quem eu sou.”

Disse todo orgulhoso um conhecido líder evangélico em um programa de rádio, agora a pouco.
Interessante frase, muito interessante, pois ele também associou este fato com outras lideranças evangélicas que ele disse saber que o fazem e por isto são um péssimo testemunho .

Vejam; antes que alguém venha pensar e diga que estou defendendo beberrões de cerveja, glutões, adúlteros ou qualquer outro tipo de atitude que possa ser considerada pecaminosa, adianto que meu objetivo não é esse, meu objetivo é mostrar apenas o que está por trás da frase.

Parece que as coisas que vc não faz em público tem muito maior valor do que aquelas que você deveria realmente fazer.
Não beber , não fumar, não adulterar, ou qualquer outro pecado visível que eu não cometa, tem mais valor para essas as pessoas do que amar.
O que eu não faço, é mais importante do que eu poderia fazer de bom a meu semelhante, o que eu não faço de “mal, ruim ou errado” supostamente tem mais valor do que as boas ações que devo (em amor) a aqueles que necessitam, como por exemplo amar ao próximo.

A palavra para isso é “testemunho!”

Testemunho? Mas testemunho de que? De que eu sou um bom homem, não bebo, não fumo, não adultero? Mas como eu vivo dentro de minha casa? "Como um verdadeiro demônio"; poderá dizer a esposa ou filhos de muitos destes "santinhos"...
Será que eu estaria enganado se dissesse que neste caso a palavra "testemunho" é um sinônimo para aparência?

Durante a semana  cometo todo tipo de pecado menos beber, fumar e adulterar. Atormento minha esposa e filhos dentro de minha casa, promovo enganação, falo mal, difamo, minto em secreto com membros da minha igreja, os mesmos que fazem parte de “minha casta”.

Domingo chega; apareço na igreja com um terno bem alinhado, muito perfumado e bem barbeado para entoar louvores a Deus, no entanto os mesmos não ultrapassam o teto do templo...

“Este povo honra me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim" , e nem sequer se pode aproximar por causa do "não me toques", "não andes", "não faças". Não servem a Deus, nem deixam que se aproxime quem o deseje com o coração.”

Para pertencermos a Deus é preciso mais do que uma aparência de santo, é preciso mais do que dizer; “eu sou santo”, para pertencermos a Deus precisamos primeiro reconhecermos nossa incapacidade de agrada-Lo sendo apenas legalistas; na observância pura e simples de preceitos que não geram vida espiritual e fé.
Não serão as tradições, mandamentos, doutrinas, ritos que nos aproximarão de Jesus, o que nos aproximará de Jesus é nosso verdadeiro relacionamento com Ele.

Nossa santidade não se mede pelas coisas que deixamos de fazer ou que dizemos em público, (vide a oração do publicano) nossa santidade deve ser uma realidade interna e profunda que não gera orgulho e nem vaidade por estarmos cumprindo o desejo do Espirito em nossas vidas.
Ela nos conduz segundo a vontade de Deus não por aparência externa mas por transpiração em amor.

Para aqueles que pensam que Deus vê apenas o que se faz dentro da igreja e através de seu testemunho; Não se deixe enganar pois um dia tudo que foi falado e feito em secreto, dentro das portas fechadas, será gritado do telhado.

Que Deus tenha misericórdia de todos nós!